Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Escritório do Marquês

Bem-vindos à minha man cave! Sintam-se em casa, mas não ponham os pés em cima da mesa.

O Escritório do Marquês

Bem-vindos à minha man cave! Sintam-se em casa, mas não ponham os pés em cima da mesa.

Ai a Greta

Dezembro 03, 2019

Marquês

Sou o único que não se considera um seguidor da Greta Thunberg?

 

Atenção, dou muito mérito a todos os que fazem algo para tentar salvar o planeta. Sou muito a favor disso.

No que puder ajudar, contem comigo.

Simplesmente sinto que a Greta é uma moça com bom fundamento, que conseguiu cativar uns milhares de seguidores na sua ideologia mas fica-se por aí. Além de culpar os adultos pelo estado do planeta e apelar ao sentimento e à raiva que há dentro dos jovens, não a vi sugerir um caminho.

Ok, é apenas uma jovem, não lhe é exigido que descubra a solução milagrosa para salvar o planeta.

Mas será que puxar da emoção para dizer que os adultos são uma merda e que o capitalismo está a destruir o planeta é um caminho para a salvação? Talvez sim, talvez não.

O mundo precisa de heróis e uma "criança" com ar fofinho e síndrome de Asperger que quer salvar o planeta é o sonho de qualquer Walt Disney. Uma autêntica máquina de propaganda construída à sua volta. Com todo este poder que está a adquirir, espero que o saiba usar para o bem. Invés de tirar os jovens da escola, porque não colocá-los a fazer boas práticas para o ambiente? Porque não ensinar-lhes que o consumismo destrói o planeta? Porque não mostrar-lhes que não precisam ter 20 pares de calças da moda nem um smartphone topo de gama? Porque não levá-los a acreditar que a reciclagem não é uma seca?

 

Vá lá, Greta, tu consegues melhor que isso.

 

Agora, vamos ser adultos e trabalhar para dar um futuro à Greta e aos nossos filhos. Isso sim, sou fiel seguidor. 

Efeito Black Friday

Novembro 28, 2019

Marquês

O conceito Black Friday - mais um conceito estrangeiro que se está a instalar no nosso país graças à aldeia global - é um verdadeiro fenómeno com tudo para resultar.

Segundo alguns estudos, há empresas onde a sexta-feira a seguir ao Thanks Giving é o campeão de vendas. Não é o Natal, não é a época de saldos, é a Black Friday. Se nos EUA acampam à porta das lojas e nós ríamos, atualmente já somos nós a invadir espaços comerciais à meia-noite para trazer para casa um televisor (aconteceu o ano passado, na Black Friday da Worten e deve repetir-se esta noite).

Quanto a mim, sou adepto do online, não me apanham num shopping nestes dias. Mas, acima de tudo, sou despreocupado. Não consigo esperar por uma data em específico para poder comprar algo e correr o risco de esgotar ou não ser alvo de um desconto. Ainda para mais, com os Outlet e as promoções ao longo de todo o ano, consigo gerir o orçamento consoante as necessidades do dia a dia.

E este pode ser o meu conselho: não esperem pela Black Friday para ir às compras sem objetivos bem definidos. É o equivalente a ir ao supermercado com fome - acabamos por comprar mais do que verdadeiramente precisamos.

As campanhas em redor da Black Friday (que já deriva em Black Weekend, Black Week, Black Month, qualquer dia temos uma loja a arriscar uma Black Year) causam em nós a sensação FOMO (Fear Of Missing Out). Posso não precisar de nada nem ter nada programado mas vou comprar algo só para não escapar a esta tendência. E não esquecer de tirar foto e postar nas redes sociais. #blackfriday #comprasblackfriday #compreiumamesadeesplanadaenemtenhovaranda

Portanto, a dificuldade agora é descobrir o que vou comprar mesmo sabendo que não preciso de nada, mas quem sou eu para deixar passar esta oportunidade fantástica de comprar uma televisão nova com 70% de desconto ou uma bicicleta nova para ocupar aquele canto da sala vazio?

As escolhas de Fernando Santos

Novembro 07, 2019

Marquês

Ser treinador de futebol não é tarefa fácil. Ser seleccionador acredito que mais difícil seja. Esta convocatória de Fernando Santos dá que falar (não dão todas?). Fica de fora este e aquele e convocou o outro e o coiso?

Se a convocatória não é consensual, ao menos é um excelente veículo de comunicação e promoção mediática (a título de exemplo Rui Silva é um trend no Twitter). Em televisão vão somar-se horas a falar dos jogadores escolhidos e das ausências, nos jornais e pela Internet vão escrever-se muitas palavras sobre o assunto, nos cafés vai ser aperitivo e digestivo com a Liga Europa pelo meio. E, mesmo que tivesse escolhido outros, arrisco-me a dizer que iam existir muitas bocas para criticar as suas escolhas porque há sempre alguém a discordar.

Fernando Santos hoje estava, mais uma vez, sereno e confortável a responder em conferência de imprensa. Está habituado. Os treinadores adoptam posturas diferentes quando falam com os jornalistas consoante o estado de espírito, as mensagens que querem transmitir, a pertinência das questões ou o próprio contexto em que estão. Hoje, o engenheiro estava bastante calmo. Falou dos convocados, dos ausentes, falou de táctica e dos "números" no futebolês.
Mas acima de tudo tentou passar a mensagem que Portugal vai vencer os próximos dois jogos e estes 25 homens são as melhores escolhas para conquistar esse objectivo.

A certa altura senti que estávamos todos à mesa do café, seleccionador, jornalistas e plateia. À conversa. Porque é assim que se deve conversar. Um pergunta, outro responde, uma ou outra contra-opinião construtiva para o diálogo.

É claro que, no seu lugar, as minhas escolhas e postura seriam completamente diferentes. Contudo, o seleccionador é ele. Tenho a minha opinião. Teria convocado o Rui e o Ricardo, deixava de fora o Beto e o Daniel. Parece até que quis mostrar que a conversa do "9" puro não era bem aquilo e convocou três pontas-de-lança. Dificilmente vão jogar os três.

Mas o futebol também é bonito por isso. Faz-me lembrar as "equipas" inventadas nos cadernos da escola. O melhor 11 de sempre, o melhor 11 da Europa, o melhor 11 do campeonato, etc. Entre amigos partilhávamos as escolhas. E nem aí éramos consensuais...

O Marquês ajuda... Halloween

Outubro 30, 2019

Marquês

Quem tem crianças em casa começa a habituar-se a esta invasão do Halloween. Desde tenra idade, a pequenada cresce com o Halloween e os doces ou travessuras. 

Um minuto de silêncio em honra do "Pão por Deus".

...

E, portanto, há disfarces, fantasias, partidas, doces e travessuras, e muita brincadeira lá por casa. Como temos uma menina de 5 anos, deixo algumas dicas para um mini-brilharete.

 

FATO: Este ano optamos por reciclar o fato do ano passado - que ainda lhe serve. Uma bruxinha muito assustadora!

Chapéu preto, vestido preto e vassoura a condizer.

Para dar um ar fresco e renovado ao chapéu, vamos optar por colocar uma fita roxa com um morcego em cartolina preta. Bastante simples e, segundo a mais nova, parece a Vampirina.

No vestido decidimos pintar umas teias de aranha a branco. Assustador! 

Com umas collants pretas ou roxas e a magia acontece.

 

Outra dica: o ano passado levou umas mini-abobrinhas com chocolates lá dentro para entregar aos colegas no colégio. Este ano tivemos uma ideia diferente. Aranhas - chupa-chups!

Tudo o que precisam é: chupa-chupas, olhos adesivos e uma coisa que no chinês tem por nome "limpador de cachimbos". E o aspeto é este:

aranhas.jpg

E estamos preparados para mais um Halloween!

 

Hoje é dia de envergonhar o e-mail

Outubro 29, 2019

Marquês

No seu meio século, devem existir, com certeza, histórias mirabolantes em redor do mundo do correio electrónico.

Decidi, em homenagem, elaborar um top 5 de histórias embaraçosas.

 

1 - Primeiro e-mail

Ah a nostalgia do primeiro e-mail. Em muitos casos, criado durante a adolescência, em idade rebelde. Onde se misturavam alcunhas e nomes/números para nos dar algum estatuto. As saudades da gatinha69, do ze_slb, do johnny_the_man ou da loiralx.

O meu versava algo tipo rodas_mc. Alcunha originária na mítica série Morangos com Açúcar, pois aparentemente era parecido com o personagem. O mc foi um total falhanço, nunca fui rapper e o mais perto que estive de construir uma quadra foi no Natal de 98...

 

2 - Destinatário errado

Que atire a primeira pedra quem nunca enviou um e-mail para a pessoa errada! Normalmente, acontece em ambiente de trabalho. Confesso que já enviei e-mails para empresas concorrentes... Da empresa certa responderam-me negativamente, da empresa errada alertaram-me que me tinha enganado. E tudo se passou sem grandes problemas.

 

3 - Anexo sem anexo

Este deve ser o "erro" mais típico. Vamos enviar um ficheiro e o ficheiro não chega a apanhar a boleia.

"Segue em anexo...", ao que recebemos uma resposta deste género "Chegou sem anexo". "Peço desculpa, agora sim, segue em anexo..."

Mais chato quando acontece ao final do dia e já só nos falta enviar um e-mail importantíssimo com um documento que estivemos todo o dia a tentar finalizar. É enviar e fechar o escritório. E o e-mail segue sem anexo...

 

4 - E-mails corrente

Felizmente, já não vivo assolado por este flagelo. Mas certamente muitos se lembram desta palermice tão famosa na primeira década do novo milénio.

Ninguém podia quebrar a corrente ou teria 7 anos de azar. Se entrasse na corrente a vida ia correr-lhe bem e coisas boas eram prometidas. Eram frases religiosas, provérbios e pensamentos de filósofos reconhecidos (que seguramente nunca disseram tais alarvidades), ou simplesmente imagens muito profundas ou histórias emocionalmente tristes. 

 

5 - Fotos de gatos e gatas

Last but not least. Os e-mails de gatinhos fofinhos!

E permitam-me englobar neste tópico dois tipos de e-mails. 1 - Gatos fofinhos. 2 - Homens ou mulheres pelados. 

O mundo pode estar a ruir, podemos ser pessoas adoráveis ou maus carácteres, mas todos, sem excepção, adoramos fotos de gatinhos fofinhos e vídeos de gatinhos a fazer gatinhices!

Por outro lado, o correio electrónico já fez circular muita gente despida. Mais famosa ou menos famosa, já circulou muita gente pelada por esses e-mails fora...

 

 

E vocês, há por aí histórias a envolver o nosso amigo e-mail?

 

LO... e tudo começou há 50 anos

Outubro 29, 2019

Marquês

O e-mail, nosso amigo do dia a dia, celebra 50 outonos.

Quem por aí envia e-mails todos os dias levante o braço. Estou a ver esses braços no ar! 

Quem por aí já disse que não tinha recebido um e-mail só para desculpar o facto de não ter dado resposta? Não se acanhem, ninguém está a ver. Braços no ar.

Não seria de esperar outra coisa, afinal de contas, o primeiro e-mail da história foi enviado incompleto. Ao que devia seguir um "LOGIN", deu origem a um alegre "LO".

Um comum erro "sem querer".

 

 

Bem-vindos

Julho 02, 2019

Marquês

O Marquês pretende chegar a presidente do maior clube de futebol do mundo.

Até lá, abre as portas da sua "man cave" a todos os visitantes.

Sintam-se em casa, mas não ponham os pés em cima da mesa.

Sejam bem-vindos!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D